Find a dealer/service center

Suunto EON Core Manual do Utilizador

Suunto Fused RGBM

Suunto Fused RGBM

O desenvolvimento do modelo de descompressão da Suunto tem início na década de 1980 quando a Suunto implementou o modelo de Bühlmann baseado nos valores M no Suunto SME. Desde então a investigação e o desenvolvimento têm prosseguido com a ajuda de especialistas externos e internos.

No final da década de 1990, a Suunto implementou o modelo de bolha RGBM (Reduced Gradient Bubble Model, Modelo de bolha de gradiente reduzido) do Dr. Bruce Wienke para funcionar com o modelo anterior baseado em valores M. Os primeiros produtos comerciais com a função foram os icônicos Suunto Vyper e Suunto Stinger. Com estes produtos, conseguiu-se uma melhoria da segurança dos mergulhadores significativa, pois abordavam várias circunstâncias de mergulho fora da gama de modelos só com gás dissolvido ao:

  • Monitorar o mergulho contínuo em vários dias
  • Calcular os mergulhos repetitivos com pouco espaço de tempo entre si
  • Reagir a um mergulho mais profundo que o mergulho anterior
  • Adaptar as subidas rápidas que produziam uma elevada acumulação de micro-bolhas (bolhas silenciosas)
  • Incorporar a consistência com as leis da física do mundo real para a cinética do gás

No Suunto Fused™ RGBM, os meios tempos do tecido derivam do FullRGBM de Wienke, no qual o corpo humano é modelado por cinco grupos de tecidos diferentes. O FullRGBM pode utilizar estes tecidos adicionais e modelar a gaseificação e desgaseificação mais precisamente. As quantidades de nitrogênio e hélio na gaseificação e desgaseificação nos tecidos são calculadas independentemente.

A vantagem do Suunto Fused RGBM é a segurança adicional através da sua capacidade para se adaptar a uma ampla variedade de situações. Para mergulhadores amadores, pode oferecer tempos de não descompressão ligeiramente mais longos, dependendo da definição pessoal escolhida. Para mergulhadores técnicos em circuito aberto, permite a utilização de misturas de gases com hélio; em mergulhos mais profundos e prolongados, as misturas de gases à base de hélio fornecem tempos de subida mais reduzidos. E, por fim, para mergulhadores com escafandro, o algoritmo Suunto Fused RGBM fornece a ferramenta ideal para utilizar como computador de mergulho de ponto definido, sem monitoramento.

Segurança do mergulhador

Uma vez que o modelo de descompressão é puramente teórico e não monitora o corpo de um mergulhador, nenhum modelo de descompressão pode garantir a ausência de DCS. Experimentalmente, tem sido demonstrado que o corpo se adapta à descompressão até certo ponto quando a atividade de mergulho é constante e frequente. Estão disponíveis duas definições de ajuste pessoal (P-1 e P-2) para mergulhadores que mergulhem constantemente e que estejam preparados para aceitar um maior risco pessoal.

CUIDADO:

Utilize sempre as mesmas definições de ajuste pessoal e de altitude para o mergulho real e para o planeamento. Aumentar a definição de ajuste pessoal a partir da definição planeada, bem como aumentar a definição de ajuste de altitude pode conduzir a tempos de descompressão mais profundos e, por conseguinte, a um maior volume de gás. Pode ficar sem gás respirável debaixo de água se a definição de ajuste pessoal tiver sido alterada após o planeamento do mergulho.

Mergulho em altitude

A pressão atmosférica é inferior em altitudes superiores ao nível do mar. Depois de viajar para altas altitudes, terá azoto adicional no seu organismo em comparação com a situação de equilíbrio numa altitude original. Este teor de azoto “adicional” é libertado gradualmente ao longo do tempo e o equilíbrio é reposto. Recomenda-se que se aclimatize à nova altitude aguardando, no mínimo, três horas antes de mergulhar.

Antes de mergulhar em altitudes elevadas, tem de ajustar as definições de altitude do seu computador de mergulho de modo a que os cálculos considerem a altitude elevada. As pressões parciais máximas de azoto permitidas pelo modelo matemático do computador de mergulho são reduzidas de acordo com a pressão ambiente mais baixa.

Como resultado, os limites de paragem de não descompressão permitidos são consideravelmente reduzidos.

ADVERTÊNCIA:

REGULE A DEFINIÇÃO DE ALTITUDE CORRETA! Ao mergulhar a altitudes superiores a 300 m/1000 pés, a definição de altitude deve ser corretamente selecionada para que o computador calcule o estado de descompressão. O computador de mergulho não deve ser utilizado a altitudes superiores a 3000 m/10000 pés. Não selecionar a definição de altitude correta ou mergulhar acima do limite máximo de altitude resulta em dados de mergulho e de planeamento errados.

Exposição ao oxigénio

Os cálculos do oxigénio baseiam-se nas tabelas e princípios de limites de tempo de exposição atualmente aceites. Além disso, o computador de mergulho utiliza vários métodos para estimar, de um modo conservador, a exposição ao oxigénio. Por exemplo:

  • os cálculos de exposição ao oxigénio apresentados são aumentados para o valor percentual mais elevado seguinte.
  • Os limites de CNS% até 1.6 bar (23.2 psi) baseiam-se nos limites do Manual de Mergulho da NOAA de 1991.
  • O monitoramento de OTU baseia-se no nível de tolerância diária a longo prazo e a velocidade de recuperação é reduzida.

A informação relacionada com oxigénio apresentada pelo computador de mergulho também foi concebida para garantir que todos os avisos e ecrãs são apresentados nas fases adequadas de um mergulho. Por exemplo, a informação que se segue é fornecida antes e durante um mergulho quando o computador está definido para Ar/Nitrox ou Trimix:

  • O O2% selecionado (e possível % de hélio)
  • CNS% e OTU
  • Notificação sonora quando o CNS% chega a 80% e, em seguida, a notificação quando o limite de 100% é excedido
  • Notificações quando o OTU chega a 250 e novamente quando o limite de 300 é excedido
  • Alarme sonoro quando o valor de pO2 excede o limite predefinido (alarme de pO2 elevado)
  • Alarme sonoro quando o valor de pO2 é < 0,18 (alarme de pO2 baixo)
ADVERTÊNCIA:

QUANDO A FRAÇÃO LIMITE DE OXIGÉNIO INDICAR QUE O LIMITE MÁXIMO FOI ALCANÇADO, DEVE TOMAR IMEDIATAMENTE AÇÕES PARA REDUZIR A EXPOSIÇÃO AO OXIGÉNIO. Não reduzir a exposição ao oxigénio depois de ter sido emitido um aviso CNS%/OTU, pode aumentar rapidamente o risco de toxicidade por oxigénio, ferimentos ou a morte.