Suunto is committed to achieving Level AA conformance for this website in conformance with the Web Content Accessibility Guidelines (WCAG) 2.0 and achieving compliance with other accessibility standards. Please contact Customer Service at USA +1 855 258 0900 (toll free), if you have any issues accessing information on this website.

FREE SHIPPING FROM €150 | EASY RETURNS | SIGN UP FOR NEWSLETTER 

Suunto EON Core Manual do Utilizador - 2.0

Termos de mergulho

TermoExplicação
Mergulho de altitudeUm mergulho realizado a uma altura superior a 300 m (1 000 pés) acima do nível do mar.
Velocidade de subidaA velocidade a que o mergulhador sobe em direção à superfície.
Tempo de subidaO período de tempo mínimo necessário para chegar à superfície num mergulho com paragem para descompressão.
CCRCircuito fechado com rebreather. Equipamento de mergulho que recicla todo o ar expelido.
Teto (Limite)Num mergulho com descompressão, é a menor profundidade a que um mergulhador pode subir com base na carga de gás inerte no computador.
SNCToxicidade do sistema nervoso central. A toxicidade é provocada pelo oxigénio. Pode provocar vários sintomas neurológicos. O mais importante desses sintomas é uma convulsão semelhante à epilética, que pode provocar o afogamento do mergulhador.
SNC%Valor limite da toxicidade do sistema nervoso central.
CompartimentoConsulte Grupo de tecidos
DCS ou DDIndisposição/doença devido à descompressão. Todos os tipos de doenças que resultem direta ou indiretamente da formação de bolhas de azoto, ou nitrogénio, nos tecidos ou fluidos corporais como resultado de uma descompressão incorretamente controlada.
DescompressãoTempo passado numa paragem ou intervalo de descompressão antes de subir à superfície, para permitir que o azoto absorvido saia naturalmente dos tecidos.
Intervalo de descompressãoNum mergulho com paragem para descompressão, o intervalo de profundidade entre a profundidade máxima e o teto em que o mergulhador deve parar por algum tempo durante a subida.
Série de mergulhosUm grupo de mergulhos sucessivos entre os quais o computador de mergulho indica a presença de algum azoto. Quando a carga de azoto chega a zero, o computador de mergulho é desativado.
Tempo de mergulhoTempo decorrido entre sair da superfície para descer e regressar à superfície no fim de um mergulho.
Profundidade de narcose equivalente (END)A Profundidade de narcose equivalente (END) é utilizada como uma forma de estimar o efeito narcótico de um gás de respiração, normalmente com misturas de gás trimix. Numa determinada mistura de gases de respiração e profundidade, a Profundidade de narcose equivalente (END) indica a profundidade que provocaria o mesmo efeito narcótico que a respiração com ar comprimido.
Limite de profundidade máximaA maior profundidade durante um mergulho de descompressão em que é recomendável parar para uma descompressão eficaz.
He%Percentagem ou parte de hélio no gás de respiração.
Profundidade operacional máxima (MOD)A profundidade máxima de utilização de um gás de respiração é a profundidade a que a pressão parcial do oxigénio (pO2) da mistura de gases excede um limite seguro.
Mergulho multiníveisUm mergulho individual ou repetitivo que inclui o tempo passado em várias profundidades e, por conseguinte, não tem tetos de descompressão que não sejam determinados em exclusivo pela profundidade alcançada.
Nitrox (Nx)No mergulho desportivo, refere-se a qualquer mistura com uma percentagem de oxigénio superior à do ar normal.
Sem descompressãoTempo de paragem sem descompressão. O período de tempo máximo que um mergulhador pode permanecer a uma profundidade determinada sem ter de realizar paragens de descompressão durante a subida subsequente.
Mergulho sem descompressãoQualquer mergulho que permita uma subida direta e sem interrupções até à superfície a qualquer momento.
Sem tempo descompAbreviatura para limite de tempo sem descompressão.
CACircuito aberto. Equipamento que exala todo o ar respirado.
OTUUnidade de tolerância de oxigénio. Utilizada para medir a toxicidade em todo o corpo provocada pela exposição prolongada a altas pressões parciais de oxigénio. Os sintomas mais comuns são a irritação dos pulmões, sensação de ardor no peito, tosse e redução das capacidades vitais.
O2%Percentagem ou fração de oxigénio no gás respirável. O ar atmosférico tem 21% de oxigénio.
pO2Pressão parcial do oxigénio. Limita a profundidade máxima a que a mistura de gás pode ser utilizada em segurança. O limite da pressão parcial de contingência é de 1,6 bar. Os mergulhos para além deste limite podem causar a toxicidade imediata por oxigénio.
Mergulho repetitivoQualquer mergulho cujos limites de tempo de descompressão sejam afetados pelo azoto residual absorvido durante os mergulhos anteriores.
Azoto residualA quantidade de azoto (nitrogénio) em excesso que permanece num mergulhador após um ou mais mergulhos.
RGBMModelo de bolhas de gradiente reduzido. Algoritmo moderno para o monitoramento tanto do gás dissolvido e do gás livre nos mergulhadores.
Mergulho com garrafaAparelho de respiração subaquática autónomo.
Tempo de superfícieTempo decorrido entre emergir de um mergulho e iniciar a descida para o mergulho subsequente.
Grupo de tecidosConceito teórico utilizado para construir o modelo dos tecidos do corpo humano para a construção de tabelas e cálculos de descompressão.
TrimixUma mistura de gases de respiração com hélio, oxigénio e azoto.

Table of Content